Torneando com Serra Circular

01mai08

Além de cortes retos, transversais ou paralelos, a Serra Circular de Bancada também pode tornear peças, como discos e cavilhas. Tudo depende de como conduzir a usinagem para obter estes efeitos, através de ferramentas criadas na própria oficina, que são os gabaritos.

Os gabaritos são ferramentas que conformam certos padrões de corte associados às máquinas.

Torneando discos

Para tornear pratos, discos e bordas arqueadas são necessários cortes tangentes. A peça é movimentada em torno do próprio eixo e também ao longo da bancada de serra. O que determina a curvatura do disco ou do arco é a distância do eixo até o disco de serra, ou seja, o raio (r).

O eixo da peça pode ser um prego ou parafuso, com folga suficiente para movimentá-la. O eixo deve estar sob a peça, absolutamente perpendicular à base, ao contrário a peça ficará exêntrica. Na serra circular de bancada o gabarito deve ser encaixado na borda ou nas ranhuras paralelas, e na esquadrejadeira fixado no carro.

Pode-se tornear com perfeição assentos de banco, pratos, tampas, etc. cortando a peça por igual até o completo giro no final da operação.

Bordas arqueadas

O giro da peça deve ser contra a lâmina, no sentido anti-horário. Como está solta, presa apenas por um eixo, é preciso firmeza a cada corte, para que a peça não prenda.

Quanto mais suave é a curva maior será a distância do eixo até o disco de serra.

Torneando Cavilhas

Precisei em certa ocasião de cavilhas finas, e com um pequeno gabarito para serra circular obtive cavilhas finas e uniformes.

O diâmetro da cavilha é determinado pela altura do disco de serra; quanto mais alta estiver a lâmina mais fina será a cavilha. É preciso ter muito cuidado para movimentar a peça, devendo estar sempre com os dedos distantes da lâmina enquanto estiver sendo segurada.

As extremidades da peça são fixadas pelas pontas de parafusos, com as pontas previamente desgastadas. Os parafusos regulam a folga necessária para movimentar a peça.

A peça é movimentada sobre o disco de serra, contra a lâmina. Não se deve arrastar a peça contra o disco, de um lado para o outro, mas cortá-la em pequenos deslocamentos laterais, girando-a completamente em torno de seu eixo.

- Diego de Assis

ATENÇÃO

Diversos procedimentos de oficina oferecem riscos. Por isso devem acompanhar o uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual): óculos de proteção, máscara contra pó, protetores auriculares, entre outros dispositivos de segurança. Apenas pessoas capacitadas devem operar máquinas e ferramentas de corte; ao contrário estarão sujeitas a acidentes graves.

About these ads


No Responses Yet to “Torneando com Serra Circular”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 382 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: